top of page

Faça as pazes com a comida!


Uma das maiores dificuldades em relação à alimentação hoje em dia é que, na grande maioria das vezes, ao procurar um nutricionista, as PESSOAS devem se adaptar à DIETA. Você deve se adaptar à uma dieta com alimentos que você não gosta, com refeições em horários que você não está com fome, muitas vezes sem comida em horários que você está com fome, com restrição de nutrientes, de calorias e mudando totalmente seus hábitos alimentares. O ato de comer não deve ser algo ruim, Isso é absurdamente ERRADO! Está na hora de fazer as pazes com a comida retomando o significado natural da alimentação, sem medo e sem culpa.


A DIETA DEVE SE ADAPTAR À VOCÊ!


Ela deve se adaptar aos seus horários, às suas preferências e à sua rotina! Quanto mais intuitiva e consciente sua alimentação for, menos oscilações no peso e mais sustentável será sua dieta. Pare de acreditar em mitos, seja FLEXÍVEL em relação às suas escolhas! Tenha compaixão com suas vontades e com seu corpo. O plano alimentar deve ser um guia e não um chefe. Tenha autonomia nas suas escolhas.


Aqui vão algumas dicas para fazer as pazes com a comida:


Respeite sua fome

A fome não é seu inimigo. Responda aos seus sinais de fome alimentando seu corpo. Utilize óleos, gorduras, sal e açúcar em pequenas quantidades ao temperar e cozinhar alimentos e criar preparações culinárias. Desde que utilizados com moderação em preparações culinárias com base em alimentos in natura ou minimamente processados, os óleos, as gorduras, o sal e o açúcar contribuem para diversificar e tornar mais saborosa a alimentação sem que fique nutricionalmente desbalanceada.


Respeite a sua saciedade

Assim como seu corpo lhe diz quando está com fome, ele também lhe diz quando está satisfeito. Ouça os sinais de saciedade que o seu corpo te dá. Não confunda fome com emoção. Respire com calma e ouça seu corpo.



Não retire alimentos que gosta de sua rotina de uma só vez

Diminua aos poucos a ingestão deles, se necessário. É comprovado cientificamente que apenas a retirada de um alimento de sua rotina é um fator para desencadear uma compulsão por esse alimento. Muitas vezes, apenas possuindo a opção de comê-lo de alguma maneira, essa vontade diminui.


Faça (realmente) as pazes com os alimentos

Dê uma trégua na guerra com os alimentos. Tenha em mente que comer alimentos in natura é uma maneira de nutrir o seu corpo. Mas que, comer alimentos industrializados (com moderação) também não te fará tão mal quanto você acredita. Se deseja retirá-los da sua alimentação, faça isso aos poucos. Não há mal nenhum em comer uns docinhos no aniversário da sua mãe ou beber uma cerveja naquele dia especial.


Pare de se punir com o que você comeu ontem.

Isso não te ajuda de forma alguma! Na verdade, seu corpo escuta esse sentimento negativo, o que cria stress indesejado dentro do corpo! Stress é o assassino de saúde número um.


Não acredite na existência de alimentos “RUINS”


Não tenha medo de utilizar óleos, gordura, sal e açúcar em pequenas quantidades, eles contribuem para diversificar e tornar nossa alimentação mais saborosa, se que fique nutricionalmente desbalanceada. Também não há mal nenhum em comer uns docinhos no aniversário da sua mãe ou beber uma cerveja naquele dia especial. Esqueça a necessidade de comer perfeitamente.Eu prometo para você, ninguém come perfeitamente. O perfeito não existe! Tente liberar essa necessidade e lembre-se de que você é bom o suficiente.


Faça com que sua experiência seja agradável.

Sente-se para comer na mesa e coma lentamente, apreciando a comida. Use seus sentidos! Olhe, experimente, cheire a comida. Aprecie o que está no prato. Dessa forma, seu cérebro sinalizará "saciedade" e você será menos propenso a comer demais. A compra e a preparação dos alimentos também podem ser momentos prazerosos.


Desfrute da sua comida sem sentimentos de culpa


Não destrua sua experiência de comer com pensamentos negativos como "Eu não deveria estar comendo isso" ou "Eu sou um fracasso porque não consegui controlar o que eu comi". Seu corpo irá manifestar esses pensamentos no estresse corporal! E o cortisol vai á no alto! Por favor, esteja em paz com o seu prato.



Respeite seus sentimentos sem usar o alimento

O comer emocional é uma estratégia para lidar com os sentimentos. Encontre outras maneiras de lidar com seus sentimentos: dar um passeio, meditar, ler ou conversar chamar um amigo. Torne-se consciente dos momentos em que sua fome está baseada na emoção.


Respeite seu corpo

Ao invés de criticar seu corpo, reconheça a beleza dele. Busque a saúde e não apenas se adequar em padrões estéticos. Fazer atividade física é essencial, mas procure algo que lhe dê prazer! Não faça apenas com a intenção de ficar com um corpo bonito, lembre-se que seu corpo é o seu maior presente. Cuide bem dele.



81 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page