top of page

Dicas para a compulsão alimentar


Sabe quando você quer muito aquela sobremesa após o almoço de família e acaba comendo mais que a conta de tão gostoso? Ou quando está no cinema e come a pipoca toda sem perceber? Seja por conta do sabor, da oferta, do social, da distração ou de como está se sentindo - isso é um exagero alimentar pontual e todos nós passamos por isso. O maior problema está quando esses exageros, que deveriam ser esporádicos, começam a ficar muito frequentes. Um episódio de compulsão alimentar envolve o consumo grande de alimentos, de forma rápida em um curto intervalo de tempo (mesmo sem fome), acompanhado de culpa, ansiedade, angústia, vergonha, etc. Neste caso, o ideal é buscar um tratamento multidisciplinar – médico, nutricionista e psicólogo. De qualquer forma, essas dicas valem para todos, mas sozinhas não bastam como tratamento de transtorno alimentar. O primeiro passo é entender o porquê você está comendo exageradamente. Comece a prestar atenção nos momentos que come demais e anote os sentimentos presentes. Para não utilizar a comida como substituto para amenizar seu mal-estar, recorra a um plano de ação que te ajude a alcançar um conforto interno, mas sem fazer mal. Faça atividade física, leia um livro, yoga, qualquer atividade que o faça se sentir melhor de verdade e não apenas por um momento. Aprenda a identificar sinais de fome e saciedade. Você pode começar se perguntando se já está saciado quando terminar e pensar em repetir, por exemplo. Comer com calma e atenção plena pode ajudar nesse processo – mastigue devagar e com atenção (sem distrações, TV, celular). Teste saborear os alimentos e fazer uma refeição ao lado de pessoas que gosta. Evite ficar muito tempo sem comer. Isso pode fazer com que você perca o controle na refeição seguinte (como acontece se você comer pouco durante o dia, por exemplo). E não esqueça os alimentos que provem saciedade - proteína, fibras e alimentos menos calóricos. Para finalizar, fuja das restrições! Dietas restritas são a causa nº 1 de compulsões. Consuma alimentos que farão bem para o seu corpo, mas não se esqueça daqueles que também fazem bem para a alma. Está com muita vontade de comer algo? Coma e seja feliz!

132 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page